Entrevista de emprego: 6 dicas para se sair bem

Depois de muito procurar, finalmente chegou a tão esperada oportunidade: você participará de
uma entrevista de emprego!
Mais que apenas levar o currículo e responder algumas perguntas, esse é o momento para você
dar o seu melhor e mostrar para o entrevistador porque é a pessoa perfeita para a vaga. No
entanto, muitas vezes, o nervosismo fala mais alto e as coisas não saem como planejadas.
Para evitar que você passe por isso e conquiste o tão sonhado trabalho, listamos 6 dicas (e mais
algumas extras) de como se sair bem na entrevista. Atente-se a elas e boa sorte!

Como se preparar para uma entrevista de emprego

O telefone toca e é ela: a oportunidade de trabalhar na empresa dos seus sonhos. Coração
acelera, as palavras não saem e, do outro lado da linha, o responsável pela vaga informa dia,
horário e endereço onde você deve comparecer.
Certamente, as primeiras coisas que passam na sua cabeça são: como chegar até o local, que
roupa usar e “preciso imprimir outro currículo”. Acertamos?
Todas essas questões também são importantes e merecem sua atenção. Porém, participar de
uma entrevista de emprego não se resume a apenas isso e, muitas vezes, é a falta de preparo
para essa etapa que faz com que as pessoas percam uma boa vaga.

Essa é a fase em que um representante da empresa — alguém do RH, ou até mesmo o
proprietário, tudo depende do tamanho do local — tem para conhecer pessoalmente o candidato
pré-selecionado que, até então, só foi identificado por um cadastro ou currículo.
Até então, tudo que a empresa sabe sobre você está escrito em um pedaço de papel. Por isso, a
entrevista de emprego é tão importante. Além de saber mais detalhes sobre o trabalho — como
horários, salário, benefícios etc — é a oportunidade de falar de você, suas experiências e
diferenciais que, muitas vezes, não são possíveis de descrever em poucas linhas.


Mas para aproveitar essa oportunidade e se diferenciar dos demais candidatos, existem diversas
coisas que você pode fazer antes mesmo de iniciar a conversa:
● chegue ao local da entrevista de emprego com, pelo menos, 15 minutos de antecedência,
para ter tempo de se recompor e estar bem para a conversa;
● vista-se de maneira adequada para a vaga evitando, de modo geral: chinelos, shorts,
regatas, roupas muito curtas, excesso de acessórios ou maquiagem, entre outros;
● evite falar ou rir alto e ficar no celular enquanto espera — aliás, desligue o aparelho ao
chegar ao local;
● busque informações sobre a empresa, o que ela faz, serviços oferecidos, entre outros
pontos. Isso demonstra ainda mais interesse em fazer parte da equipe;
● respire fundo e mantenha a calma.

Como se sair bem na entrevista

Agora que chegou ao local, hora de ir para a entrevista de emprego propriamente dita. Aqui, vai
uma dica extra: não se intimide com o número de candidatos presentes no local. Cada pessoa tem
um diferencial e a vaga perfeita para ela. Se essa que está buscando for realmente a sua, ótimo!
Se não for, veja como uma oportunidade de aprimoramento e de experiência para as próximas
entrevistas.
Vamos às dicas que lhe ajudarão a se sair muito bem na entrevista. Olhe só!

Prepare-se bem

Esse preparo ao qual nos referimos diz respeito a pensar, previamente, quais respostas podem
ser dadas para as perguntas do entrevistador.
Ok, não se sabe o que realmente será questionado. No entanto, existem algumas situações que
são bastante comuns, tais como:
● Por que você se considera a pessoa certa para essa vaga?
● Qual seu maior diferencial para o cargo?
● Já exerceu essa função ou algo semelhante anteriormente?
● Quais suas maiores qualidades profissionais?
● Defeitos, teria algum para citar?
● Por que você saiu do seu último emprego?
● O que acha que nossa empresa tem a oferecer a você?
● Como você pode contribuir para a nossa empresa?


Essas são perguntas bastante comuns que, quando pensadas previamente na resposta, ajudam
muito a desenvolver uma boa conversa, além de evitar demonstrar insegurança frente aos
questionamentos.

Fale somente a verdade

Por mais que queira muito o emprego, mentir no currículo ou na entrevista, definitivamente, é uma
péssima ideia. Mesmo que seja a pessoa escolhida para a vaga, um dia ou outro essas
informações (falsas) virão à tona.
Assim, por exemplo, se não tem experiência no cargo, mas fez cursos relacionados a ele, cite
isso, reforçando que o aprendeu durante os estudos e/ou estágios.
Dependendo do cargo, experiências pessoais também podem ajudar, tais como: “Nunca trabalhei
em uma cozinha profissional, mas minha família sempre fez bolos e doces para vender. Como
ajudo bastante, tenho uma boa experiência em produzir grandes volumes de alimentos e a
cumprir prazos”.
O contrário também vale: se tiver bastante experiência, aproveite para citar os resultados que
conquistou em seus empregos anteriores. Apenas tome cuidado para não parecer arrogante
nesse momento!

Termine suas frases com algo positivo

Uma técnica muito utilizada em entrevistas é aproveitar as informações do candidato para fazer as
próximas perguntas. Sabendo disso, você pode aproveitar esses ganchos a seu favor.
Quer um exemplo? Se terminar alguma pergunta com: “Trabalhei lá durante muitos anos, mas me
demitiram sem motivo”, o entrevistador pode questionar “Mas por que você acha que a sua
demissão não teve motivo justificável?”.
Além de levar a conversa para um lado um tanto desagradável, você pode se comprometer com a
resposta seguinte — lembrando que não é indicado, em hipótese alguma, falar mal das empresas
anteriores.
A melhor forma de expressar isso seria: “Trabalhei lá durante muitos anos e, mesmo não fazendo
mais parte, foi muito importante para mim todo o tempo que prestei serviços a eles. Aprendi
muito!” Aqui, o entrevistador pode direcionar a pergunta seguinte para: “Me diga o que aprendeu
lá que vai lhe ajudar nessa nova vaga”. Com isso, você tem a chance de falar sobre suas
qualidades e experiências positivas!

Não busque respostas certas

As perguntas feitas durante uma entrevista de emprego têm como objetivo mostrar um pouco de
como você é profissionalmente, seus conhecimentos e expectativas. Pensando dessa forma, a
maioria delas não têm uma resposta certa ou uma errada.
Muitas pessoas perdem a espontaneidade por ficarem pensando o que o entrevistador gostaria
que fosse respondido. Se fizer isso, além de perder a naturalidade das suas falas, você passa a
impressão de insegurança e perde uma valiosa chance de mostrar quem você realmente é.
Assim, procure responder somente com o que for verdade (lembre-se da dica 2!), utilize suas
próprias palavras, mas — obviamente — evite gírias, palavrões e atente-se à postura corporal
durante todo o processo.

Preste atenção no que seu corpo está falando

E por falar em postura, muitas pessoas podem não saber, mas as expressões corporais também
são analisadas durante uma entrevista de emprego. Por isso, atenção ao que seu corpo está
dizendo!
Muitas vezes, falamos algo, mas o rosto expressa o oposto. Além disso, o andar, o sentar e até o
aperto de mão pode falar muito sobre você e seu nível de segurança.
Assim, por mais que esteja sentindo ansiedade (e até receio) por conta da conversa, procure
sempre manter a coluna ereta, a cabeça erguida, o olho no olho e, claro, a simpatia.

Procure se destacar positivamente

Nem sempre a primeira entrevista será somente entre você e o entrevistador. Se houver um
número grande de candidatos, ou mesmo de vagas, é possível que ela seja coletiva. O que isso
quer dizer? Que todos serão reunidos em um mesmo ambiente para responder algumas questões
e, muito provavelmente, participarem de algumas dinâmicas de grupo.
Mas como se destacar no meio de tantas pessoas? Aqui, a primeira coisa que precisa lembrar é
que você (e todos da sala) estão sendo avaliados o tempo inteiro. Assim, desde a sua entrada no
local, o modo como aguarda as orientações, como se relaciona com os demais candidatos, tudo é
considerado e registrado.
Por isso, para sair na frente dos concorrentes é fundamental:
● não se atrasar: afinal, chegar após o início da entrevista, em uma sala com diversas
pessoas, certamente, chamará a atenção para você, mas de maneira totalmente negativa;
● ter boas informações sobre a empresa: isso é um grande destaque quando os
entrevistadores questionarem o que os presentes sabem sobre a organização;
● participar das atividades propostas: mas de forma sensata, mostrando seu interesse
pelo processo e respeitando a vez e a voz dos outros candidatos;
● manter o controle emocional: por mais que alguma tarefa ou discussão proposta vá
contra o que você acredita, ou contra a opinião que deu, lembre-se que está em uma

entrevista de emprego e, justamente por isso, seu controle emocional frente às situações
adversas, e até estresse, então sendo avaliadas. Por isso, mantenha o controle;
● focar no que está acontecendo: o direcionamento de perguntas pode mudar
rapidamente, por isso, atentar-se ao que está acontecendo durante todo o processo é
fundamental para, por exemplo, não deixar de responder o entrevistador por se distrair;
● cuidar da comunicação verbal e não verbal: lembra que falamos que o corpo pode
demonstrar algo diferente daquilo que estamos falando? O fato de estar em uma entrevista
coletiva não quer dizer que isso passe despercebido aos olhos da empresa. Assim, atente-
se ao que fala, evite brincadeiras e opiniões muito pessoais que podem causar polêmicas
e, também, à sua postura e expressões.

O que deve se evitado

Se tem o que deve ser feito, também tem o que não deve, e isso inclui alguns pontos que você
precisa se atentar.
A porta de entrada para conseguir uma entrevista de emprego é o currículo. São as informações
contidas nele que determinarão se uma pessoa será chamada, ou não, para a conversa. Muitos,
acabam sendo descartados logo de cara, justamente por não conterem os dados certos, ou por
conterem dados demais.


Veja o que você deve evitar ao apresentar o seu currículo:
● papel amassado, rasgado, sujo, ou com qualidade de impressão ruim;
● ausência de dados de contato como telefone fixo ou celular;
● endereço de e-mail constrangedor (procure criar um mais profissional para esse fim);
● foto retirada das redes sociais (algumas empresas pedem foto do profissional, mas procure
enviar uma condizente com a ocasião).
De outro lado, há situações em que o currículo é ótimo e a pessoa perfeita para o cargo, mas ela
comete falhas e deslizes durante a entrevista que comprometem, drasticamente, suas chances de
conseguir a vaga.
Para reduzir ao máximo que isso aconteça com você, além de colocar em prática as dicas
anteriores, evite:
● falar muito da sua vida pessoal, passar informações irrelevantes ao cargo ou mesmo
narrar momentos constrangedores;
● causar uma primeira má impressão com o visual ao utilizar roupas não condizentes com o
cargo, ou peças que não tem costume e causem incômodo (como gravatas para os
homens e saltos para as mulheres) atrapalhando seu desempenho;
● contar muitas vantagens sobre suas experiências, passando um ar autoritário ou mesmo
insolente;
● perguntar sobre folgas ou férias antes mesmo de saber se a vaga é sua, dizendo, por
exemplo, que só poderá aceitar o cargo se tiver a garantia de sair de férias junto com seus
filhos e marido;
● ligar diariamente para perguntar sobre o resultado da entrevista.

Esses dois últimos pontos podem fazer parte da sua conversa, porém de uma maneira mais sutil.
É óbvio que você tem o direito de saber quais são os dias de folga e quando obterá uma resposta
sobre o processo seletivo. Todavia, há formas de fazer isso sem demonstrar ansiedade ou
desrespeito.
A dica aqui é, caso não tenha informações prévias sobre remuneração e carga horária, por
exemplo, aproveite alguma oportunidade dada pelo entrevistador para perguntar se a empresa já
tem uma definição quanto a isso.
Sobre o retorno, você pode perguntar a previsão, mas aguarde até a data prevista para novos
questionamentos. Somente após esse prazo entre em contato pelos canais disponibilizados a fim
de se informar se houve alguma mudança no processo.
A entrevista de emprego é a melhor oportunidade de mostrar para a empresa quanto você pode
contribuir com o crescimento dela. Por mais que a situação gere certo nervosismo, aproveite para
dar o melhor de si e, com isso, aumentar as chances de ser a pessoa escolhida para o cargo.
Prepare-se bem, tenha uma boa noite de sono, atente-se aos detalhes e, principalmente, confie
no seu potencial. Isso lhe deixará passos à frente dos demais concorrentes!
Porém, não precisa guardar tudo que aprendeu aqui somente para você, pois há espaço e
oportunidade para todo mundo! Assim, compartilhe este conteúdo em suas redes sociais e ajude
seus amigos a também se saírem bem nas entrevistas de emprego que realizarem.

Closeer
Closeer